Urbanismo pós-pandemia

URBANISMO PÓS-PANDEMIA
17/07/2020

Mais um resumo da Trends Hunters Week! 😄 O convidado do quarto dia de live foi o Hugo Serra, da HS Urbanismo. A conversa foi uma aula sobre urbanismo e a importância das cidades na vida da população e dos empreendimentos.

Também falamos das tendências na busca por imóveis, o home office e necessidade de um bom planejamento urbano. Confira abaixo!

  • Saneamento pós-pandemias

No início do século XIX, uma peste atacou fortemente a cidade de Santos, que abrigava um importante porto nacional. Por a região aglomerar populações desprovidas de infraestruturas básicas, a taxa de mortalidade na cidade chegou a alarmantes 11,87%. Esse fato prejudicava o potencial econômico de Santos e do seu porto, que era chamado de “Porto Maldito”. O quadro mudou somente quanto foi realizado um plano efetivo de saneamento e urbanização da cidade, concomitantemente do porto, com a construção dos canais.

  • Tragam as vitrines para as calçadas

Pesquisas do Gehl Institute durante a quarentena, com 2 mil pessoas de 68 países, buscou entender como a população está utilizando os espaços públicos nas grandes cidades. Nela, 65% das pessoas relataram sair de casa durante a pandemia e, destes 65%, 2/3 relataram sair diariamente. O espaço público mais utilizado foi justamente ruas e calçadas. Esses 2/3 saíram para ir até comércios do bairro, pois poderiam ir caminhando e também por grandes comércios estarem fechados. Esta é uma tendência que pode ser benéfica para surgimento de pequenos e médios negócios, se os bairros forem melhor harmonizados e estruturados.

  • As cidades são resilientes

As cidades são uma das estruturas mais resilientes criadas pelo ser humano! Elas têm a capacidade de se adaptar e se recuperar de forma muito rápida, como podemos analisar através da história. A pandemia traz uma necessidade de acelerar processos, principalmente de planejamento urbano e revitalização dos espaços públicos, para a população ter mais qualidade de vida. As cidades precisam servir as pessoas de forma mais natural e assertiva, beneficiando o crescimento de todos.

  • Lar “doce, espaçoso e conveniente” lar

O home-office trouxe benefícios! Sem a necessidade de se deslocar, é possível ter mais tempo disponível para atividades que melhorem a qualidade de vida. Isso traz mais vida aos bairros, em moradias, comércios e praças. Agora, como consequência, as pessoas buscam imóveis mais espaçosos, privilegiando varandas, boa posição solar e áreas verdes no bairro. Além disso, um bom espaço para trabalhar em casa também não pode faltar.

  • O urbanismo e os negócios servem para as pessoas

Os grandes centros são densos pelo maior número de oportunidades que proporcionam. No entanto, qualquer construção ou reforma pode ser uma oportunidade de tornar a cidade melhor para qualidade de vida da população e para os negócios. Espaços públicos e privados, calçadas, praças e edifícios podem ser melhorados. Espaços urbanos atraentes também influenciam na expansão de cidades!

Quer receber mais conteúdos?

Categorias

  • Novidades
  • Últimos posts

    Principais tendências morfológicas

    Conheça as 3 tendências de deslocamento humano que são identificadas, através da morfologia urbana, pelo...

    Urbanismo pós-pandemia

    Mais um resumo da Trends Hunters Week! 😄 O convidado do quarto dia de live...

    Gestão e estratégia pós-pandemia

    Mais um resumo da Trends Hunters Week! Os convidados do terceiro episódio foram Clóvis Lumertz,...